Rafael Lucchesi, diretor de Educação e Tecnologia da CNI, Julien Imbert, sócio do BCG, e Roberto Caetano, redator-chefe de EXAME (Germano Luders/EXAME)

O Senai foi destaque no site da Revista Exame. Na matéria “Senai pode ser o trunfo do Brasil na Revolução 4.0?”, a publicação explora as ações de fomento à digitalização da indústria e formação para o mercado de trabalho realizadas pela instituição. O assunto foi abordado no Exame Fórum, realizado na última semana, e que contou com a participação do diretor de Educação e Tecnologia da CNI e diretor geral do Senai, Rafael Lucchesi .

Nacionalmente, o Senai possui 2,6 milhões de alunos no Brasil e se destaca como a instituição de formação de mão-de-obra que mais presta serviço para indústria brasileira e atende 20 mil empresas por ano.

Durante o evento, Lucchesi revelou que uma pesquisa da CNI com indústrias brasileiras mostra que, apesar de 58% de seus CEOs acharem importante a digitalização, apenas 48% têm algum grau de digitalização do processo fabril.

“Mas como isso será padrão de exclusão no futuro, é claro que as organizações terão que se mover mais rapidamente do costumeiramente acontece no Brasil”, diz Lucchesi.

A educação profissional com foco na indústria 4.0 é um destaque dentro das ações voltadas para a viabilizar a 4ª Revolução Industrial.

Confira a reportagem completa clicando aqui.

Matrículas abertas no Senai-ES

O Senai-ES está com 1.512 vagas em aberto para 15 cursos técnicos em todas as unidades do Estado. As matrículas vão até o dia 31 de janeiro de 2019, com aulas previstas para iniciarem em fevereiro.

A novidade para o próximo ano é que os cursos do Senai-ES terão foco específico para as demandas do novo mercado de trabalho, que segundo o Fórum Econômico Mundial, até 2022, deve sofrer profundas mudanças pautadas pelo avanço da tecnologia e a 4ª Revolução Industrial, resultando na transformação do modus operandi das profissões hoje existentes e criando 133 milhões de novos postos de trabalho. Além disso, o Diretório Nacional do Senai aponta que 30 novas profissões devem surgir em oito áreas do setor industrial que mais devem ser impactadas pela Indústria 4.0.

Essas mudanças exigem do profissional novas e diferenciadas habilidades devido aos ambientes de trabalho cada vez mais desafiadores, com humanos trabalhando lado a lado com robôs colaborativos em prol do aumento da produtividade. Por isso, o Senai-ES repensou a sua grade de ofertas dos cursos técnicos, tornando-os ainda mais completo, habilitando o aluno para o rápido ingresso na carreira.

– Saiba mais clicando aqui!

– Clique aqui e faça a sua pré-inscrição!

Por Fiorella Gomes

Comentários do Facebook