Conheça medidas efetivas implantadas pelo Senai que ajudam as empresas a aumentarem a produtividade

 

Uma empresa produtiva eleva a competitividade em um estado ou país. E para alcançar esse fim, ações como o lançamento de novos e melhores produtos, melhores modelos de negócios, melhorias contínuas nos processos fabris e de gestão são essenciais.

Se a competitividade tecnológica foi o cerne do desenvolvimento econômico nas três primeiras revoluções industriais, passando pela produção em massa, as linhas de montagem, a eletricidade e a tecnologia da informação, nesta quarta revolução é a fusão do mundo físico, digital e biológico que dita o jogo.

 

Para atingir esses objetivos, as empresas capixabas têm no Senai um aliado, que oferece às indústrias tecnologia e infraestrutura inovadora.

Eliminar desperdícios têm sido a palavra de ordem para as empresas que querem se tornar mais produtivas e, por conseguinte, mais competitiva. O Lean Manunfacturing, ou a manufatura enxuta, é um conceito que reúne as técnicas para organizar a produção e reduzir sete tipos de desperdícios: superprodução, tempo de espera, transporte, excesso de processamento, inventário, movimento e defeitos.

Por meio do ES+Produtivo, o Senai em parceria com o Sebrae ES, presta um trabalho de consultoria completo aumentando em até 120% a produtividade de processos em indústrias capixabas. Quase 150 empresas já foram atendidas pelo programa, tendo seus gargalos de produção e processos identificados e soluções executadas, resultando em produtos e serviços com mais qualidade e menor tempo e custo de produção. Conheça o programa!

Além disso, as empresas contam com o Instituto Senai de Tecnologia em Eficiência Educacional. Um espaço com uma infraestrutura física moderna e completa para a prestação de serviços técnicos especializados que promov em o aproveitamento efetivo dos recursos, eliminando esforços redundantes e usando tecnologias avançadas. Fique por dentro!

Reduzir o custo dos insumos é outra medida eficaz para quem quer aumentar a produtividade de sua empresa. E, claro, que a energia é a principal delas.

O Senai-ES faz parte do projeto piloto Indústria Mais Eficiente, destinado a elevar a eficiência energética. Ao todo, 48 empresas fizeram participaram alcançando uma redução média de 26,4% no consumo energético, sem necessidade de novos investimentos, o que se traduziu em economia média de R$ 47,9 mil.

Além do Espírito Santo, essas empresas também estavam localizadas nos estados da Bahia, Ceará, Goiás, Minas Gerais, Paraíba, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Saiba mais.

A inovação é recurso tanto para as empresas serem mais produtivas quanto estarem à frente de seus concorrentes no mercado. O Senai-ES conta com o Programa de Inovação na Indústria Capixaba (Inovic), focado na geração de novos mercados, criação de novos produtos e desenvolvimento de soluções. Conheça!

Profissionais qualificados e preparados para as demandas de um mercado cada vez mais competitivo é essencial para o aumento da produtividade de uma empresa. E o Senai é o lugar certo para formar profissionais capazes de tomar decisões estratégicas e garantir a manutenção da qualidade do processo produtivo.

Para o primeiro semestre de 2019, o Senai ofereceu mais de 1.500 vagas em 15 cursos técnicos, que tiveram sua grade curricular reformulada para atender as demandas da Indústria 4.0. As vagas ainda estão abertas. Acesse!

Além dos cursos técnicos, o Senai oferece cursos na Aprendizagem Industrial, Qualificação Profissional, Iniciação Profissional e Aperfeiçoamento Profissional. Acesse também a plataforma Mundo Senai.

Um dos primeiros degraus da Indústria 4.0 é a digitalização da linha de produção, por meio do uso dos sensores. Algo que vem ganhando força com o advento das tecnologias digitais, como a Internet das Coisas (IOT) e Inteligência Artificial. Os passos seguintes seriam: disponibilização de dados em nuvem e a introdução do big date. O Senai oferece consultorias para a implantação e melhoria de processos produtivos, além de melhoramento de produtos. Confira!

Por Fiorella Gomes

Comentários do Facebook