Obra de duplicação do Senai-ES Civit é inaugurada

E-mail Imprimir

 

O presidente do Sistema Findes, Marcos Guerra, conduz a comitiva pelas novas instalações. O gerente da unidade do Senai-ES Civit, Leonardo Afonso Mello, explica o funcionamento do novo maquinário

 

Uma escola moderna e acolhedora, com ensino de qualidade. Assim definem o Centro Integrado “Jones Santos Neves Filho” os alunos Marcelo, Gabriel e Manuely. A unidade, localizada na Serra, recebeu investimentos de R$ 13 milhões em obras de ampliação e modernização, ganhando novas salas de aula, oficinas e laboratórios. Comemoram os estudantes, comemora a indústria local.

 

Manuely Souza Silva, 18, e Marcelo Luís Azevedo Marques, 18, estudam no curso técnico em Mecânica; Gabriel Gonçalves Lopes, 17, frequenta as aulas de Mecânica de Indústria Básica. Todos foram unânimes nos elogios às novas instalações do Centro Integrado. “Com os novos equipamentos, estaremos mais próximos da realidade da indústria”, resumiu Marcelo.

 

O presidente do Sistema Findes, Marcos Guerra, exaltou o investimento realizado na unidade. “A obra é fruto do nosso trabalho de aproximação com a indústria. Já tínhamos inaugurado a Escola do Plástico, agora entregamos uma área construída de 2,4 mil metros quadrados, que contempla um laboratório de solda com 50 postos, um dos maiores do Brasil”, detalhou.

 

 

 

Para o vice-presidente institucional da Findes na Serra, José Carlos Zanotelli, a obra é resultado do diálogo com o setor produtivo. "Essa unidade é fruto do diálogo com o presidente Marcos Guerra e uma demanda dos empresários locais. As regionais têm sido muito ouvidas pelo presidente e investimentos como esse colocam a Findes como protagonista do desenvolvimento regional capixaba", enfatizou.

 

Evento

 

As obras de duplicação do Centro Integrado foram inauguradas na manhã da última sexta-feira (26). O evento contou com a participação do governador Paulo Hartung, do vice-governador César Colnago, do presidente da Federação das Indústrias do Estado do Acre, José Adriano Ribeiro da Silva, além de presidentes de sindicatos, diretores e executivos da Findes, e lideranças industriais capixabas.

 

 

O evento reuniu lideranças industriais e políticas do Estado

 

O governador Paulo Hartung ressaltou que a unidade será importante para ampliar a oferta de vagas e cursos. "É mais uma oportunidade para nossos jovens neste período desafiador da economia de nosso país", ponderou.

 

Entre os cursos previstos para o Senai no município estão os técnicos em Segurança do Trabalho, Eletrotécnica, Informática, Plásticos, Mecânica, Redes de Computadores, Refrigeração, os cursos de qualificação para Soldador, Caldeireiro e Torneiro Mecânico, além dos cursos de aperfeiçoamento profissional em Autocad, Operador de Empilhadeira, Hidráulica e Pneumática, entre outras opções.

 

Plano de Investimentos

 

O Sistema Findes está investindo mais de R$ 100 milhões em 20 obras, 10 delas ainda em fase de licitação – totalizando R$ 23,6 milhões. O trabalho prioriza a educação e a interiorização do desenvolvimento, beneficiando moradores de diferentes regiões. Cachoeiro de Itapemirim, Linhares e Colatina, por exemplo, receberão mais de R$ 57 milhões em obras. Em Cachoeiro, R$ 18,6 milhões estão sendo investidos apenas na construção de um novo Centro Integrado, com laboratórios modernos para atender à demanda da indústria local.

 

O Centro Integrado de Anchieta, de R$ 16,8 milhões, inaugurado neste ano, tem capacidade para oferecer mais de 3,6 mil vagas anuais. Com uma área de 4,7 mil m², a unidade tem 16 salas de aula, laboratórios de Mecânica, Eletrotécnica e Construção Civil, oferecendo cursos em diferentes áreas: instalador hidráulico, eletricista, técnico em mecânica, soldador, pintor industrial e torneiro mecânico, entre outros.

 

Em Vila Velha, está sendo erguido o Senai-ES Centromoda Araçás, resultado de um investimento de R$ 16 milhões. “O Centromoda é uma indústria-conceito, uma unidade moderna, capaz de preparar profissionais para a indústria de vestuário e de confecção da Grande Vitória”, explica Marcos Guerra. A escola terá laboratórios de Confecção, Risco e Corte, Modelagem, Moulage, Bordado, CAD, Design e Estamparia.

 

 

Por Rafael Porto