Obras do Sistema Findes em Cachoeiro de Itapemirim fortalecem indústria local

E-mail Imprimir

 

São R$ 30 milhões investidos na construção do Centro Integrado Sesi/Senai, na implantação do Sesi Saúde e nas ações de qualificação por meio de unidades móveis

 

O presidente do Sistema Findes, Marcos Guerra, no dia 21 de janeiro, visitou as obras da entidade em andamento no município de Cachoeiro de Itapemirim. Acompanhado do vice-presidente institucional da região, Áureo Mameri, além de executivos e diretores da Findes, Guerra conferiu o andamento das obras de construção do Centro Integrado Sesi/Senai, um investimento de quase R$ 19 milhões.

 

Veja também:

 

Comitiva visita obras em Colatina
Presidente visita obras do Plano de Investimentos do Sistema Findes
Senai-ES fecha parceria com o Governo do Estado



Um novo espaço está sendo erguido para os alunos do Senai ao lado da unidade do Sesi com modernas oficinas para atendimento aos diferentes setores produtivos da região. O Sistema Findes busca a ampliação da oferta de mão de obra qualificada para a economia local com as 16 novas salas de aula e com a área para laboratórios de rochas, construção civil, mecânica, eletroeletrônica e para a indústria automobilística.



“A construção de um novo Senai é resultado do trabalho de aproximação que desenvolvemos em nossa gestão, a exemplo da atuação junto à diretoria regional de Cachoeiro de Itapemirim. Conseguimos reunir todos os setores produtivos, ouvir suas principais demandas e desenvolver um projeto que vai ao encontro de tudo o que a indústria local precisa para continuar crescendo, sendo cada vez mais competitiva e relevante no mercado nacional e internacional”, destacou Guerra.



A comitiva liderada pelo presidente esteve também no local onde será implantada a primeira unidade do Sesi Saúde Cachoeiro, iniciativa que busca beneficiar o trabalhador da indústria. “A melhoria de nossa competitividade não exige apenas novos cursos e técnicas de produção, mas também um trabalhador mais produtivo, com saúde e qualidade de vida. Nossa matéria-prima mais preciosa é o profissional dedicado e inovador”, exemplificou.

 



Somando o novo Centro Integrado Sesi/Senai, a implantação do Sesi Saúde e as ações de qualificação por meio de unidades móveis, o Sistema Findes totaliza R$ 30 milhões em investimentos para a Diretoria da Findes em Cachoeiro de Itapemirim e região, enumera Guerra. “É uma localidade com grande força industrial e que ainda tem muito a crescer, gerando oportunidades para nossos jovens e estimulando o desenvolvimento do Espírito Santo”, acredita.



Plano de Investimentos



Somente neste ano, o Sistema Findes investe R$ 83,4 milhões em 11 obras. O trabalho prioriza a educação e a interiorização do desenvolvimento, beneficiando moradores de diferentes regiões. Cachoeiro de Itapemirim, Linhares e Colatina, por exemplo, receberão mais de R$ 40,9 milhões em obras, incluindo reformas, ampliações, aquisição de equipamentos e a construção de unidades do Sesi Saúde.



O Centro Integrado de Anchieta, de R$ 16,8 milhões, tem inauguração prevista para o primeiro trimestre de 2016 e capacidade para oferecer mais de 3,6 mil vagas anuais. Com uma área de 4,7 mil m², a unidade terá 16 salas de aula, laboratórios de Mecânica, Eletrotécnica e Construção Civil, oferecendo cursos em diferentes áreas: instalador hidráulico, eletricista, técnico em mecânica, soldador, pintor industrial e torneiro mecânico, entre outros.



“Nosso aluno não é apenas o jovem que busca sua primeira oportunidade, mas também o profissional que atua na indústria e deseja aprender mais, evoluir na profissão. Por essa razão, nossos laboratórios devem estar equipados com o que há de mais moderno nas indústrias, servindo de modelo. Nosso desafio é formar trabalhadores cada vez mais inovadores, estimulando também o fortalecimento da indústria capixaba”, esclareceu Marcos Guerra.



Em Vila Velha, está sendo erguido o Senai Centromoda Araçás, resultado de um investimento de R$ 10,4 milhões. “O Centromoda é uma indústria-conceito, uma unidade moderna, capaz de preparar profissionais para a indústria de vestuário e de confecção da Grande Vitória”, explica. A escola terá laboratórios de Confecção, Risco e Corte, Modelagem, Moulage, Bordado, CAD, Design e Estamparia, entre outros.



Na Serra, estão em andamento as obras de duplicação do Senai Civit, que somam R$ 13 milhões. A unidade receberá mais 2,4 mil m² para salas de aula, oficinas e laboratórios. Entre os novos cursos previstos estão: Segurança do Trabalho, Eletrotécnica, Eletroeletrônica, Eletricidade Industrial, Movimentação de Cargas, Serralheria, Soldagem, Caldeiraria, Segurança do Trabalho e Tecnologia da Informação.