Senai-ES leva sete estudantes para a maior competição de educação profissional das Américas

E-mail Imprimir

Participantes da etapa estadual da Olimpíada do Conhecimento.

 

Sete alunos do Senai-ES estarão competindo etapa nacional da edição 2014 da Olimpíada do Conhecimento, que acontecerá entre os dias 3 e 6 de setembro, na cidade de Belo Horizonte, Minas Gerais. Os estudantes concorrerão nas categorias Eletricista Industrial, Eletricista Predial, Costura, Soluções em Software, Instrumentação e Controle de Processo, Soldagem e Segurança do Trabalho.

 

Ansiosos para viver este momento, os jovens falam sobre suas expectativas: “Representar o Espírito Santo na etapa Nacional da Olimpíada do Conhecimento já é uma grande Vitória”, afirma a aluna Júlia Valone Ribeiro, de 17 anos, que é natural do Rio de Janeiro, mas veio para o Estado capixaba ainda criança, aos seis anos. Entrou no Senai por meio de inscrição no Pronatec e teve o apoio de um professor do curso para participar da Olimpíada. Júlia contou, com orgulho, que o Espírito Santo nunca teve um aluno competindo na área de Segurança do Trabalho nesta etapa do evento. Ela acredita que será uma disputa muito difícil, mas afirma que está muito confiante e orgulhosa de representar o Estado que a acolheu.

 

A história do aluno Alberto Magno Luppi Junior é exemplo de superação na Olimpíada. Alberto, que tem 25 anos e mora no bairro Perpétuo Socorro, em Colatina, é surdo. Em 2013 formou-se no curso Técnico de Vestuário e desde fevereiro deste ano prepara-se para a competição, na qual compete pela modalidade “Costura”. Seu treinador, o docente Tomé Andreatta, afirma que Alberto está ansioso e que já existem empresas de olho no aluno após seu retorno ao final da Olimpíada.

 

A Olimpíada do Conhecimento é promovida pelo Senai a cada dois anos. O evento começa nas escolas do Senai de todo o país, onde os alunos competem entre si. Os estudantes que mais se destacam participam da etapa estadual e, em seguida, são inscritos na etapa nacional, tendo a oportunidade de concorrer com jovens do Brasil inteiro.

 

Os vencedores do torneio nacional formarão uma delegação de estudantes brasileiros que participará da WorldSkills, uma competição mundial onde os jovens são desafiados a executar tarefas que demonstrem suas habilidades profissionais.