Convenção debate novos modelos para a educação no século XXI

E-mail Imprimir

 

O Sistema Findes promoveu nesta terça-feira, dia 4 de fevereiro, a 9ª edição da Convenção Sesi-Senai-IEL. O tema de 2014 foi: “Educação para o Mundo do Trabalho”. O evento, realizado no Centro de Convenções de Vitória, reuniu cerca de mil profissionais de educação do Sistema Findes de todo o Estado, abrindo oficialmente o ano letivo com propostas e discussões para a educação do século XXI voltada para o mercado de trabalho e a influência das mídias digitais e mudanças comportamentais no ensino atual.

 

 

Confira a galeria de imagem do evento aqui.

 

 

Realizada desde 2006, a convenção é uma oportunidade de capacitação, reciclagem e troca de experiências para os profissionais do Sistema Indústria Capixaba, contando sempre com palestrantes de renome nacional e mesmo internacional. Dessa forma, promove o desenvolvimento de conhecimentos, experiências e práticas que possam ser aplicadas no ambiente organizacional, favorecendo a busca pela excelência profissional.



 


O presidente da Findes, Marcos Guerra, fez a abertura do evento e destacou que a educação é um dos principais pilares de sua gestão. "Este ano temos uma meta desafiadora: serão 226.500 matrículas disponibilizadas, mas tenho certeza de que com este time iremos alcançar e superar todos os desafios e encerrar 2014 com nossos objetivos alcançados e mesmo superados”, disse Guerra, para em seguida agradecer e parabenizar pelo trabalho dos profissionais de educação do Sistema Findes.


 

 

A seguir, foi realizada a emocionante apresentação da Companhia Brasilis de Playback Theatre, de São Paulo. Em formato inovador de teatro interativo, o grupo convidou professores da platéia para contarem suas histórias para, em seguida, os atores encenarem os relatos em forma de improviso. Ao final, o grupo recebeu uma longa salva de palmas da platéia, visivelmente comovida com a beleza do espetáculo.


 

 

Após a apresentação musical de profissionais do Senai-Civit (Serra), que executaram o hino nacional com base em ritmos brasileiros (bossa nova, funk, axé e baião), Gil Giardelli iniciou a palestra “E-agora: a educação em tempos exponenciais”. Considerado um dos maiores especialistas em inovação digital, Giardelli traçou um panorama do que ele enxerga como será a “escola do futuro”. “Vivemos uma quebra de paradigma no sistema educacional. O professor tem agora que se adaptar à nova realidade para acompanhar o intenso fluxo de informação adquirido por seus alunos através das mídias digitais”, disse. “Ensine menos e aprenda mais: este é o lema para os educadores dos tempos atuais. Ser educador hoje é ser um empreendedor social, que pense ‘em rede’. O ensino hoje é um ‘código aberto’, onde todos podem contribuir e distribuir”, enfatizou Gil Giardelli.


 

 

Seguindo o cronograma do evento, a apresentação do projeto sócio-cultural Sesi Tambores, desenvolvido junto aos alunos do Sesi de Porto de Santana (Cariacica) pôs os presentes a dançar, precedendo a palestra do consultor José Carlos Garrafoli, “Educação como fonte de poder e influência na formação de equipes de alto desempenho”.


 

Focando sua apresentação no trabalho em equipe e a busca pela excelência, Garrafoli enfatizou: “ninguém influencia ninguém sem estar junto. Portanto, um bom gestor – e um bom educador – é aquele que participa, que acompanha o trabalho, que detecta e incentiva talentos. Como conseqüência, gera os melhores resultados”. Num momento de completa interação, José Carlos Garrafoli pôs os presentes a tocar uma ‘sinfonia’ com baquetas de bateria, destacando a importância de uma equipe estar em sintonia.


 

Por fim, a esperada palestra do jornalista, autor e apresentador de TV Marcelo Tas, “Educação e Inovação: a criatividade na era digital”. Tas, que iniciou sua apresentação falando das mudanças ocorridas na forma de ensinar até os dias atuais, ressaltou: “temos uma mudança gigantesca atualmente nas salas de aula, pois agora é o professor quem tem que aprender com os seus alunos”. Citando suas experiências multimídia datadas desde o final da década de 1970 até os dias atuais com o programa CQC (TV Bandeirantes), no qual atua como âncora, Marcelo Tas destacou o poder de influência das mídias digitais – facebook, twitter, youtube, blogs – em todas as plataformas nas quais ele atua e como isto pode ser trabalhado pelos educadores. Ao final de sua apresentação, Tas respondeu perguntas da platéia, encerrando com chave de ouro mais uma edição da Convenção Sesi/Senai/IEL.