Senai dá curso de graça para deficientes intelectuais em Colatina

E-mail Imprimir

Em uma iniciativa inédita, o Senai Colatina oferece um curso para pessoas com deficiência intelectual de aprendizagem industrial em Assistente de Produção. É uma oportunidade gratuita dada a 16 deficientes de se qualificaram para entrarem no mercado de trabalho.


O curso tem duração de dois anos e é ministrado pelo docente do Senai Antônio Celso Gomes, que está pela primeira vez dando aula para alunos especiais. “Está sendo uma experiência maravilhosa e muito gratificante. Tenho aprendido muito com os alunos. Eles me apresentaram uma realidade que eu desconhecia”, declara.


Os deficientes intelectuais têm dificuldades para aprender, entender e realizar atividades comuns para as outras pessoas. Diante disso, a gerente do Senai Colatina, Maria Augusta Zache, conta que esse curso se adequa ao tipo de deficiência por ser mecânico.


A turma para deficientes intelectuais é uma parceria do Senai com a APAE Colatina e a empresa Frisa. A gerente do Senai Colatina disse que essa iniciativa não quer apenas formar profissionais, mas também contribuir para a inclusão social desses cidadãos.


O Senai Colatina, via Programa Senai de Ações Inclusivas (PSAI), já formou duas turmas de pessoas especiais de aprendizagem industrial. Entres os qualificados estão deficientes auditivos, físicos, visuais e também intelectuais.


O Sistema Findes tem o Banco de Oportunidades criado para facilitar a procura de empregos para os deficientes e de profissionais para as empresas, mediante cadastro. Hoje, os currículos mais recebidos são da área administrativa.